Após “implante” de asa, borboleta recupera a vida (Vídeo)

Esta figurinista tem uma afinidade especial por borboletas. Ela pega as lagartas para cuidar, depois as liberta assim que se tornam borboletas. Um dia, encontrou um jovem monarca com uma asa danificada. Para ajudá-la a sobreviver, a designer de moda decidiu realizar uma “cirurgia” nela.

Romy McCloskey, uma designer profissional de fantasias, do Texas, tem uma razão especial para o seu amor e o cuidado com borboletas. Antes de sua mãe sucumbir ao câncer, ela contou a McCloskey algo que ela não esqueceria.

“Sempre tive um amor por borboletas”, disse McCloskey a Bored Panda. “Elas têm um significado muito pessoal para mim. Antes que minha mãe morresse, há quase 20 anos, ela me disse: ‘Romy, sempre que você vir uma borboleta, saiba que estou lá com você e que eu amo você'”.

McCloskey, também mestre em bordado, começou a cuidar das lagartas no outono passado, quando encontrou algumas no quintal. Ela as trouxe para garantir que estivessem a salvo de predadores e de outros perigos naturais. Depois que elas transformaram-se em borboletas, ela, então, as deixou voar para longe.

“Eu comecei a cuidar de borboletas por acaso, quando encontrei 3 lagartas em um mato no meu quintal”, disse ela.

E, assim, seu passatempo nasceu: criar lagartas e soltá-las quando elas criam asas.

O paciente. O doce menino tinha as asas superior e inferior de um lado danificadas
O paciente. O doce menino tinha as asas superior e inferior de um lado danificadas

Recentemente, ela encontrou um monarca de 3 dias de idade com uma asa gravemente danificada, que foi ferida na fase de pupação, a fase final antes de uma borboleta adulta sair de sua crisálida.

McCloskey abrigou a borboleta, pretendendo cuidar dela até sua morte. Em pouco tempo, ela aprendeu com um de seus amigos que as asas de borboleta podem ser reparadas.

© YouTube Screenshot | Livemonarch
© YouTube Screenshot | Livemonarch

Sendo uma mestre em bordado, McCloskey acreditava que poderia fazer um bom trabalho em “operar” a pequena criatura. Ela preparou tudo o que precisava para reparar as asas da borboleta: uma toalha, cabide de arame, cimento de contato, palito de dente, cotonete, tesoura, pinça, talco e uma asa extra de uma borboleta que havia morrido alguns dias antes.

© YouTube Screenshot | Livemonarch
© YouTube Screenshot | Livemonarch

Ela então colocou a borboleta ferida no meio de uma espécie de laço de fio de arame e cortou a parte danificada de suas asas. O corte não é doloroso porque não há receptores de dor nas asas. McCloskey disse que é como cortar o cabelo ou as unhas.

Mantendo parado o pequeno rapaz dentro do arame dobrado, enquanto retiro as peças danificadas. Não se preocupe, não dói. É como cortar cabelo ou unhas
Mantendo parado o pequeno rapaz dentro do arame dobrado, enquanto retiro as peças danificadas. Não se preocupe, não dói. É como cortar cabelo ou unhas

Em seguida, ela “transplantou” os outros pedaços de asas para as asas aparadas, usando o cimento de contato e um pouco de cola. Após o procedimento, a monarca parecia uma borboleta inteira e saudável. McCloskey alimentou-a com néctar e deixou-a descansar por um dia.

No dia seguinte, ela levou a borboleta para fora para ver se a “cirurgia” havia sido bem sucedida.

“Eu estava nervosa por ela, mas encorajei-a como se fosse um filho aprendendo a andar de bicicleta”, disse McCloskey ao Dodo. “Fiquei espantada e aliviada ao vê-la fazer o primeiro voo ao redor do quintal”.

Dia do vôo !!!!
Dia do vôo !!!!

Ela descansou em um dos arbustos por um tempo, mas depois voou novamente. O coração de McCloskey estava cheio de alegria.

“Eu me senti muito feliz. E ‘feliz’ não descreve realmente o que senti. Não tenho outras palavras. Eu voei com ela, com certeza”, disse ela.

Assista ao vídeo abaixo:

Leia também:
• Grupo de caminhada se depara com cabra adorável, mas ela estava presa

 
Matérias Relacionadas